JÁ É O MÊS 10!

Começou o fim do ano! Outubro tá com programação intensa na Casa!

VOLTOU A CARTAZ!

13, 14 e 15/10, 19h – {SEM} DRAMA

Em versão presencial, [sem]DRAMA estreia em curta temporada na Casa Preta
Uma parceria Teatro Terceira Margem e Casa Preta Espaço de Cultura

Com texto de Caio Rodrigo, que, divide direção de cena e atuação com Gordo Neto, [sem] DRAMA, estreia em curtíssima temporada na Casa Preta. Na trama, Dois irmãos, confinados sem motivo aparente, percebem que a casa onde moram está desaparecendo aos poucos, cômodo a cômodo. Esta situação limite, ancorada num elemento sobrenatural, favorece uma constante dialética entre ficção e realidade, evidenciando o jogo teatral. O projeto conta com a direção de arte de Erick Saboya, iluminação de Pedro Dultra, fotografia de Diney Araújo, cartaz de Bruno Cássio e produção de Raquel Bosi. A parceria entre Teatro Terceira Margem e Casa Preta, marca o retorno à cena presencial.

Serviço:
O quê – [sem]DRAMA – com Caio Rodrigo e Gordo Neto
Quando – 13, 14 e 15 de outubro, 19h
Onde – Casa Preta Espaço de Cultura

Ingressos: R$ 30,00 e R$ 15,00 – https://linktr.ee/Casapreta

15 e 16/10 – OFICINA DORAS E SHOW COISA DE BICHO

Luísa Bahia é cantora, atriz, compositora, poeta e performer, nascida em Congonhas e residente em BH. Com voz potente e presença visceral, apresenta um trabalho autoral marcado pela mistura de linguagens artísticas e pelo seu posicionamento poético e político de mulher artista lgbtqia+. Em 2016, estreia a peça-show RISCO, com co-direção de Ricardo Alves Jr. e dramaturgia publicada na Coletânea Janela de Dramaturgia. Desde 2017 coordena a Plataforma DORAS (encontro artístico para mulheres cis e pessoas trans). Em 2019 lança seu primeiro single/clipe LEOA AZUL, com produção musical de Richard Neves e clipe de Mariana Machado e em 2020 lança o lyric-video A BRISA ARDE, com direção musical de Rafael Martini e vídeo por Paula Santos e ciber_org. Em 2022 lança CIBERNETICAMARÁ, com participação de Flaira Ferro (PE), com produção musical de Rafael Fantini e clipe de Ethel Braga.

DORAS é um encontro artístico, conduzido pela artista e educadora Luísa Bahia, com o intuito de potencializar a expressão das mulheres no mundo! A pergunta guia da experiência é: “Mulher, qual é o seu discurso urgente para hoje?” São trabalhadas dinâmicas do corpo, da voz, da escrita e da cena, buscando a sensibilização poética e o fortalecimento da presença. Um espaço de acolhimento, partilha e coragem, que vem sendo desenvolvido por Luísa desde 2017 e já recebeu aproximadamente 300 pessoas no estados de Minas Gerais, Espírito Santo, Tocantins, Pará e São Paulo. A experiência será realizada pela primeira vez em Salvador, e é destinada a mulheres que desejam se expressar, não é necessário ter experiência artística prévia.

Serviço
O quê – Oficina Doras
Quando – 15 de outubro, das 14 às 17h
Onde – Casa Preta Espaço de Cultura
Contribuição consciente. Sugestão: R$ 60,00

Inscrições: https://forms.gle/fy15hNQwwaw4obc6A

O Show autoral solo COISA DE BICHO, de Luísa Bahia, é um feitiço performático para sacolejar a alma do mundo! Suas canções poéticas, filosóficas e brincantes, ancoradas na mpb e com influências de blues, samba, rock e baião são apresentadas de forma inusitada e inventiva, com violão, sacola, cacarecos e um interação sensível com o público. Pela primeira vez em Salvador, na Casa Preta Espaço de Cultura, o Show conta com participações especiais.

Serviço:
O quê – Show Coisa de Bicho
Quando – 16 de outubro, às 17h

Ingressos: R$ 15,00 e (antecipado via PagSeguro) – R$ 20,00 (na porta) – https://linktr.ee/Casapreta

22/10, 19h – “Eu Vira” – PEÇA FILME

A atriz e diretora Naia Pratta volta à Salvador com a peça-filme “Eu Vira”, o projeto resulta da sua pesquisa de mestrado na Unicamp, sob a orientação de Raquel Scotti Hirson (Lume Teatro).

O trabalho promove um diálogo entre teatro e cinema para falar sobre memória, feminino e ancestralidade, a partir da busca por um encontro de Naia com a sua avó Elvira Wagner, gerontóloga pioneira no estudo do Alzheimer no Brasil que disfarçou os sintomas de seu próprio esquecimento durante 10 anos. A neta tenta encontrar sua avó que vivia distante e percorre um caminho do rio para o mar. “Eu não vou me afogar!” – diz Naia em uma das passagens do texto.

A peça-filme terá exibição única em Salvador no dia 22/10, às 19h, na Casa Preta, rua Areal de Cima n. 7 – Dois de Julho, seguida de uma roda de conversa junto com Felícia de Castro e Matheus Vianna, que também assinam a direção do trabalho.

O público poderá conferir a exposição de bordados “Avesso Visível”, que integra um guarda chuva transmídia do projeto, este conta ainda com um longa-metragem em processo que já conquistou prêmios em laboratórios de desenvolvimento no Panamá e na Bolívia.

Serviço:
O quê – “Eu Vira” – PEÇA FILME
Quando – 22 de outubro, às 19h
Ingressos: R$ 20,00 (na porta) (antecipado via PagSeguro) – https://linktr.ee/Casapreta

Publicado por casapretaespacodecultura

Espaço Cultural Alternativo em Salvador, BA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: